Nota de falecimento: Eng. Agr. Jerônimo Fávero

O Crea-SC comunica, com pesar, o falecimento do Eng. Agr. Jerônimo Antônio Fávero, na manhã de ontem, 10 de julho, aos 72 anos. Pesquisador aposentado da Embrapa Suínos e Aves, atuou na unidade por 30 anos, onde desenvolveu seu trabalho com pesquisas para aprimoramento genético de suínos.

Em 2013 o engenheiro foi homenageado com a Medalha do Mérito Catarinense e em agosto de 2014 recebeu a Medalha do Mérito Nacional do Confea, durante a 71a SOEA em Teresina/PI.

A diretoria do Crea-SC externa em nome do Conselho seus sentimentos aos familiares e colegas.

Currículo e atuação – Natural de Maximiliano de Almeida (RS), agrônomo formado pela Universidade Federal de Santa Maria (RS) com especialização na Iowa University, nos Estados Unidos, Fávero fez sua carreira como extensionista e pesquisador em Santa Catarina, na Acaresc e especialmente na Embrapa Suínos e Aves, onde também exerceu cargo de chefe geral da Unidade no período de 1992 a 1996.

Foi o coordenador do programa nacional que lançou o “suíno light”, que mudou o perfil dos animais oferecidos ao consumidor brasileiro a partir dos anos 1990.

Com diversos artigos e publicações científicas, Fávero teve sua trajetória reconhecida pela edição especial da revista Veja que o apontou como um dos 50 pioneiros do Brasil em suas áreas de atuação – “Os Brasileiros que Mudaram as Regras do Jogo”, publicada em 31 de agosto de 2010. Em 2015, recebeu o título de “Cidadão Concordiense” por sua dedicação e trajetória no município.

Aposentado desde 2006, Jerônimo Fávero continuou atuando junto à cadeia produtiva da suinocultura, como produtor e consultor, além de participar da Diretoria do Centro de Diagnóstico de Sanidade Animal – Cedisa.

Jerônimo Fávero deixa a esposa Maria Bernardete Burin Fávero, também analista aposentada da Embrapa Suínos e Aves, os filhos Rafael e Ana Maria, genro, nora e a neta Alice.