GT 1073 da CEEMM define conteúdos necessários para concessão de atribuições na Mecânica

image_pdf

 

O GT 1073 da Câmara Especializada de Engenharia Mecânica e Metalúrgica (CEEMM) reuniu-se no dia 8 de julho, na sede do CREA-SC. O objetivo do GT é atualizar e definir quais conteúdos são necessárias para uma matriz curricular da Engenharia Mecânica e os conteúdos para a concessão de atribuições na área, seguindo os critérios determinados pela Resolução 1073/2016, do Confea.

 

As informações do GT 1073 vão sistematizar as áreas e subáreas de conhecimentos, disciplinas e conteúdos dos currículos na área da mecânica e servirá de base para fundamentar a concessão de atribuições profissionais aos acadêmicos formados e também àqueles que desejam ampliar suas atribuições por meio de cursos de pós-graduação ou de disciplinas isoladas.

 

A Resolução regulamenta a atribuição de títulos, atividades, competências e campos de atuação profissionais aos profissionais registrados no Sistema Confea/Crea para efeito de fiscalização do exercício profissional no âmbito da Engenharia e da Agronomia.

 

O coordenador do GT, Eng. Prod. Mec. Emerson Corazza, explica que uma das metas é definir os conteúdos e assuntos necessários para a matriz da Engenharia Mecânica e para os profissionais que solicitarem determinadas atribuições.

 

“Entendo que esta resolução veio para flexibilizar e oportunizar aos profissionais com formações em diferentes áreas da Engenharia, a extensão de atribuições em outras áreas de formação. Além disso, incentiva e valoriza a educação continuada aos profissionais do Sistema Confea/Crea e Mútua,” comenta Emerson.

 

Pela Resolução 1073/2016, os Creas têm autonomia para analisar os conteúdos curriculares e definir as atribuições profissionais com base nas características e contexto dos respectivos cursos.

 

Segundo a gerente do Departamento Técnico, Eng. Agr. Isabelle Nami Regis, cada câmara especializada está fazendo análise da matriz curricular e ementário dos cursos que lhe competem. “Esta é uma atividade constante, considerando que as instituições de ensino estão criando novos cursos e também alterando os ementários e grades curriculares,” comenta.

 

Um GT da 1073, envolvendo representantes das diferentes câmaras especializadas, será formalizado na próxima reunião plenária, para analisar e deliberar de forma geral sobre as informações relatadas pelos GTs específicos.

 

Integram o GT 1073 da CEEMM, o Eng. Ind. Metal. Luiz Carlos Ferraro, Eng. Mec. Ernani Costa, Eng. Mec. Diego Osório Dos Santos, Eng. Mec. Fabio Fiates, Eng. Mec. Milton Pereira, Eng. Prod. Mec. e Seg. Trab. Emerson José Corazza.