Eng. Paulo Roberto de Oliveira do Crea-SC é eleito coordenador adjunto das Comissões de Ética dos Creas

image_pdf

 

Coordenadorias Nacionais de Câmaras Especializadas abrem agenda 2021 com eleição dos coordenadores

 

A agenda do Sistema Confea/Crea desta semana está dedicada às Coordenadorias de Câmaras Especializadas, que se reúnem em Brasília para definir titulares e adjuntos, planos de trabalho e propostas para 2021. O Eng. Civ. e Seg. Trab. Paulo Roberto de Oliveira, do Crea-SC, foi eleito coordenador adjunto das Coordenadorias das Comissões de Ética dos Creas e vai atuar ao lado da eng. civ. Carmem Eleonora Amorim Soares, do Crea-PB, eleita como coordenadora.

 

Em formato adaptado ao cenário de combate à covid-19, os encontros acontecem de forma híbrida, com participação on-line e presencial e adoção de medidas sanitárias. Nos dias 9 e 10, as câmaras nacionais de Engenharia Civil, Industrial, Florestal, Segurança do Trabalho e Comissões de Ética colocam a pauta do ano em debate. Já nos dias 11 e 12, é a vez das lideranças da Agrimensura, Agronomia, Geologia e Engenharia de Minas, Engenharia Elétrica e Engenharia Química.

 

Na semana passada, os colégios de Presidentes (CP) e o de Entidades Nacionais (Cden) abriram o 10º Encontro de Líderes Representantes.

 

Prioridade nacional

 

Para o ano, as coordenadorias terão a missão de discutir temas de relevância nacional, como procedimentos adotados pelos Creas durante a pandemia de covid-19. Estabelecida pelo plenário do Confea, a meta abrange ainda levantamento de hospitais públicos e privados que demandam serviços de Engenharia, Agronomia e Geociências. Além de proteger a vida da população, a iniciativa visa cumprir a Decisão PL-0045/2020, que determinou aos Creas fiscalizar 100% dos hospitais do país até 31 de dezembro próximo, com foco nas modalidades profissionais que atuam em obras e serviços desses empreendimentos clínicos.

 

O plano de ação orienta ainda que as coordenadorias apresentem, até a segunda reunião do ano, propostas acerca dos seguintes temas: educação a distância, análise curricular sob a ótica das novas diretrizes da Engenharia e levantamento de títulos profissionais do Sistema Confea/Crea.

 

A Coordenadoria Nacional de Comissões de Ética (CNCE) terá a competência de apresentar, em toda reunião ordinária, relatório atualizado sobre processos de infração ao código de ética e ao art. 75 da Lei nº 5.194/1966 (Resolução nº 1.090/2017). O objetivo é acompanhar de perto o andamento dos procedimentos nos últimos três anos em todos os Creas. Outra atividade prevista é a revisão da Resolução nº 1.004/2003 e da Decisão Normativa nº 94/2012, com foco na redução expressiva de prazos de tramitação e análise dos processos disciplinares.

Diálogo com o Confea

 

Ao longo da semana, o presidente do Confea, eng. civ. Joel Krüger, se reúne com os representantes das câmaras dos Creas para compartilhar ações institucionais adotadas recentemente pelo Conselho Federal. Acordos de cooperação técnica firmados com o governo federal, Mercado Livre e ABNT, além dos convênios internacionais de reciprocidade são os destaques da agenda. Posicionamentos contra resoluções e cenários que afetam o dia a dia dos profissionais da Engenharia, Agronomia e Geociências também são prioridade da gestão.

 

“Queremos nos aproximar mais das coordenadorias e fazer um trabalho diferenciado e potencializado, com mais agilidade por meio de reuniões virtuais. Precisamos do apoio das câmaras em debates e posicionamentos sobre temas relacionados a educação, infraestrutura, atividades econômicas, normas técnicas e atribuições profissionais, entre outros”, ressaltou o presidente do Confea, eng. civ. Joel Krüger, durante os encontros com as cinco coordenadorias.

 

O pedido de integração foi reforçado pelo coordenador da Comissão de Ética e Exercício Profissional (Ceep) em todos os encontros com integrantes das coordenadorias, nesta terça-feira. “Vamos buscar incluir a participação dos titulares dos fóruns nas reuniões on-line da Ceep para que as deliberações sejam cada vez mais esclarecedoras e sólidas”, acrescentou o eng. minas Renan Azevedo, que neste ano está à frente da comissão permanente do Confea, cuja missão é propor diretrizes específicas para a atuação das coordenadorias de câmaras especializadas dos Creas, bem como apreciar e deliberar sobre propostas provenientes desses fóruns.

 

Lideranças das Câmaras Especializadas do Sistema Confea/Crea 2021

Estes são os coordenadores que assumem o atual mandato (clique no nome da coordenadoria para acessar o álbum de fotos das reuniões):

Comissões de Ética dos Creas (CNCE)
Coordenador: eng. civ. Carmem Eleonora Amorim Soares (Crea-PB)
Coordenador adjunto: eng. civ.

e seg. trab. Paulo Roberto de Oliveira (Crea-SC)

Engenharia Florestal (CCEEF)
Coordenador: eng. ftal. Antônio José Figueiredo Moreira (Crea-PA)
Coordenador adjunto: eng. ftal. Alberico Martins Mendonça (Crea-RJ)

Engenharia Civil (CCEEC)
Coordenador: eng. civ. João Luís de Oliveira Collares Machado (Crea-RS)
Coordenador adjunto: eng. civ. Paulo Alexandrino (Crea-PI)

Segurança do Trabalho (CCEEST)
Coordenador: eng. seg. e trab. Andrei Monteiro Medeiros Costa (Crea-PI)
Coordenador adjunto: eng. civ. minas e seg. trab. José Francisco Alves de Miranda Ramalho Filho (Crea-BA)

Engenharia Industrial (CCEEI)
Coordenador: eng. mec. e seg. trab. Lucas Gomes Sevale (Crea-GO)
Coordenador adjunto: eng. mec. Eder Ramos (Crea-BA)

 

No dia 11, serão eleitos os titulares das outras cinco coordenadorias: Agrimensura, Agronomia, Geologia e Engenharia de Minas, Engenharia Elétrica e Engenharia Química.

Fernanda Pimentel, Julianna Curado e Maria Helena de Carvalho
Equipe de Comunicação do Confea
Fotos: Marck Castro, Plínio Xavier, Reisy Ruzzi, Tauan Alencar, Thiago Alves e Vanderlei Pereira/Confea