CREA-SC e IASC debatem o papel das entidades no estado

O presidente Eng. Ari Geraldo Neumann e o procurador-chefe do CREA-SC, Eng. Eletric. e Adv. Claude Pasteur de Andrade Farias receberam a visita dos advogados Gilberto Lopes Teixeira, presidente e Pablo Henrique Motta Torres, coordenador adjunto das comissões do Instituto os Advogados de Santa Catarina (IASC).  Eles conversaram sobre o papel, representatividade e atuação das entidades de classe na história e desenvolvimento das profissões e do estado de Santa Catarina.

Os advogados presentearam o presidente Ari com o livro “IASC, 85 anos – Memórias, Fatos e Relatos da História da Advocacia Catarinense”, de autoria do historiador e jornalista, Paulo Roberto Santhias, publicado pela editora Unoesc.

Assim como o CREA-SC tem em sua trajetória a atuação marcante das entidades de classe do setor tecnológica no processo de fundação e implantação do Conselho, o IASC é a primeira e mais antiga associação de advogados de Santa Catarina e teve papel importante na história da advocacia e do Estado, bem como na criação da Seccional Catarinense da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/SC).

O presidente Ari, entregou em mãos o convite da sessão solene da ALESC que vai celebrar os 60 anos de fundação do CREA-SC, no dia 13 de março, em Florianópolis.

 

Saiba mais sobre a IASC

O papel do IASC depende da exata compreensão de sua própria atribuição histórica; sua trajetória de lealdade com a Justiça, à defesa da Democracia e ao fomento da Cultura Jurídica; não sendo uma conquista apenas dos advogados, mas de toda uma coletividade jurídica pautada no aprimoramento da Democracia.

O IASC empenha-se na construção de um Brasil livre e democrático, no aperfeiçoamento da Sociedade, usando suas prerrogativas regimentais e o comprometimento estatutário na busca da efetividade da ordem ético-social e democrática; atuante na defesa da República, do Estado democrático de Direito e das prerrogativas profissionais dos advogados.

O IASC é composto por advogados, juízes, promotores, desembargadores, doutores, mestres e bacharéis em Direito que tem como finalidade: o estudo do Direito, à difusão dos conhecimentos jurídicos, e ao culto da justiça; à colaboração com os poderes públicos no aperfeiçoamento da ordem jurídica; à defesa do estado democrático de direito, dos direitos humanos, da dignidade e do prestígio dos juristas de modo geral; quando necessário, oferece assistência jurídica à coletividade contra atos ou omissões de autoridades; devota-se, também, à promoção da defesa do meio ambiente, da ecologia em geral, do consumidor, do patrimônio histórico, artístico, estético, turístico, paisagístico e cultural; e bem assim, ao aperfeiçoamento do exercício profissional das carreiras jurídicas.