Conselho sedia reunião do CREASul nesta segunda 23.07

 
 
Acontece durante o dia desta segunda-feira, 23.07, na sede do CREA-SC, a reunião ordinária do Crea-Sul com a participação de presidentes, diretores e colaboradores dos regionais de Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul. O encontro debate as demandas e as prioridades do Sistema Confea/Crea visando o aprimoramento dos serviços aos profissionais, empresas, instituições de ensino e entidades de classe da área tecnológica. Livro da Ordem, os impactos da criação dos conselhos dos técnicos, receituário agronômico (DN 101) e os encaminhamentos do GT do Microempreendedor Individual (MEI) são temas da pauta. A reunião tem a coordenação do presidente do CREA-SC, Eng. Agr. Ari Geraldo Neumann. 
 
Estão presentes o presidente do CREA-PR, Eng. Civil Ricardo Rocha de Oliveira e pelo CREA-RS o presidente Eng. Agr. Gustavo Lange, o 1º Diretor Administrativo, Geólogo Antônio Pedro Viero, a Chefe do Núcleo de Fiscalização, Engª Civil Cristiane de Oliveira e o Gerente de TI, Mauro Alberto Fanslau.
 
Pelo CREA-SC participam também a 2ª Secretária, Engª Florestal Gláucia Gebien, o Assessor Parlamentar, Eng. Agr. Luiz Carlos Coelho, o Chefe de Gabinete Eng. Agr. Nelton Baú, o Superintendente Eng. Civil Laércio Tapalipa, a Assessora de Relações Institucionais, Carol Burtet, os gerentes dos Departamentos Financeiro, Técnico e de TI, Cont. Gabriel Coutinho, Engª. Agr. Isabelle Nami Régis e Adm. Rafael Leal, e o Gerente Adjunto do Departamento de Fiscalização, Carlos Silva. 
 
 
 “Temos experiências positivas com o CREASUL em que projetos de interesse comum são discutidos dentro de uma visão abrangente e encaminhados ao Confea, obtendo maior representatividade perante o Sistema”, comenta o presidente Ari Neumann. “Nosso país tem grande extensão territorial com características regionais distintas, assim como Creas com realidades diferentes. O consenso entre os regionais pode contribuir para que o Confea identifique quais as necessidades mais urgentes e quais projetos devem ser prioritários.” 
 
 
 
0 respostas

Deixe uma resposta

Quer entrar na discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.