Confea manifesta-se contra Educação à Distância na área da Agronomia

Em reunião realizada no dia 13/07 no Confea, representantes da Comissão de Educação e Atribuição Profissional, da Coordenadoria das Câmaras Especializadas de Agronomia (CCEAGRO) e do Colégio de Presidentes, defenderam a qualidade do ensino ao se posicionar contra a Educação à Distância na área da Agronomia.

 

De acordo com o conselheiro federal, Eng. Agr. Evandro Martins, o grupo ressaltou a vigência da Decisão Plenária 1060/2014, que mantém as atuais Diretrizes Curriculares Nacionais, com posicionamento eclético, sistêmico e abrangente, sobre a padronização do nome do curso “Agronomia” e título profissional “Engenheiro Agrônomo”,

O grupo defende ainda a aplicação de instrumentos visando à qualidade do ensino em todas as modalidades, inclusive presencial. “Teremos apoio da administração e de outras instâncias do CONFEA para estabelecer a interlocução com Conselho Nacional de Educação (CNE) e com Ministério da Educação (MEC), referentes ao ensino nas profissões vinculadas à CCEAGRO, incluindo: Agronomia, Meteorologia, Engenharia de Pesca e outras,” destaca Evandro.

 

Participaram da reunião os engenheiros: Joel Krüger, presidente do Confea; Osmar Barros Filho, coordenador da Comissão de Educação e Atribuição Profissional do CONFEA; Francisco Almeida, presidente do Colégio de Presidentes dos CREAs; Kleber Santos, coordenador da CCEAGRO; João Bosco, conselheiro Federal, Evandro Martins, conselheiro federal, Almir Gnoatto, coordenador da Câmara de Agronomia do CREA-PR; Ivan de Abreu, coordenador da Câmara de Agronomia do CREA-RJ; Luiz Rossafa, chefe de gabinete da presidência do Confea.

 

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer entrar na discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.