22 de março: Dia Mundial da Água. Confira as últimas notícias do Fórum Mundial

Com primeira edição no Hemisfério Sul, Fórum Mundial da Água tem como tema “Compartilhando Água.” Evento reúne 10 chefes de Estado e representantes da ONU e de 150 países e conta com mais de 300 debates na programação. 

Esta acontecendo até dia 23.03 em Brasília-DF, o 8º Fórum Mundial da Água, evento realizado pela primeira vez no Hemisfério Sul, com a promoção do Conselho Mundial da Água, desde 1997. A iniciativa busca estabelecer compromissos políticos ligados aos recursos hídricos. O CREA-SC está representado pela conselheira Eng. Civil Janete Feijó.

Veja aqui as últimas notícias.

A Cerimônia de abertura ocorreu no Palácio do Itamaraty na manhã de segunda-feira (19), um dia depois do início das atividades no Mané Garrincha.

O evento trienal já foi realizado nos seguintes países: Marrocos (1997), Holanda (2000), Japão (2003), México (2006), Turquia (2009), França (2012) e Coréia do Sul (2015). O Conselho Federal de Engenharia e Agronomia – Confea e a Mútua – Caixa de Assistência dos Profissionais dos Creas têm estandes no evento.

Para a realização em Brasília, o Conselho Mundial da Água promoveu parcerias com a Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento Básico do Distrito Federal – Adasa e com o ministério do Meio Ambiente, por meio da Agência Nacional de Águas (ANA). A expectativa é de um público de 30 mil representantes de mais de 100 países, espalhados em espaços como o Lago Paranoá, Ponte JK, Centro de Convenções Ulysses Guimarães, Palácio do Itamaraty, Planetário e estádio Mané Garrincha. São cerca de 215 salas de debate.

No Mané, o público poderá participar da Vila Cidadã. Com acesso totalmente gratuito e aberto a todos os participantes, o espaço reúne uma vasta programaçãoeducativa e cultural. O Museu do Amanhã, do Rio de Janeiro, apresentará ao público do Fórum o módulo com recursos tecnológicos que mostra os efeitos climáticos provocados pelo aquecimento global.  Um debate sobre a crise hídrica do Distrito Federal está programado para o domingo, a partir de 14h30. Serão apresentadas ainda 60 iniciativas de nove países sobre boas práticas no uso da água. Para participar é exigido apenas um credenciamento prévio que pode ser feito clicando aqui. É nesse local que as lideranças e os profissionais do Sistema Confea/Crea e Mútua poderão compartilhar suas experiências e impressões sobre o evento.

 

Segurança hídrica mundial

A Organização das Nações Unidas – ONU projeta que dois bilhões de pessoas poderão vivenciar a carência absoluta de água em menos de dez anos. Mas, além de um desafio, o uso adequado das reservas hídricas representa também uma oportunidade estratégica de desenvolvimento, considerando que a cada R$ 1 investido em água e saneamento são economizados até R$ 10 no setor de saúde.

A programação dos painéis de alto nível sobre temas como: diálogo político e científico como chave para superar os desafios hídricos globais e apoiar a tomada de decisões; água e desastres naturais; financiamento de obras de infraestrutura hídrica; investimentos em saneamento e gestão de efluentes; água para a agricultura e produção de alimentos; crises hídricas no Brasil; gestão integrada das nascentes dos rios aos mares; perspectivas de financiamento de investimentos hídricos nas Américas; negócios, água e desenvolvimento sustentável; revitalização da GIRH para a Agenda de Desenvolvimento 2030, entre outros. Haverá ainda fóruns relacionados a sustentabilidade, cidadania, processo político, processo regional e sessões especiais.