Participe do Seminário Cresce Brasil: Engenharia de Manutenção

 

O presidente do CREA-SC, Eng. Agr. Ari Geraldo Neumann participou da etapa do projeto CRESCE BRASIL, no dia 29 de novembro, no centro de eventos da FIESC. O evento é realizado pela Federação Nacional dos Engenheiros (FNE) em parceria com o Senge-SC e conta com patrocínio do CREA-SC e Mútua.

 

O projeto visa à segurança e o aumento da vida útil das obras de artes especiais (OAE) de engenharia como pontes e viadutos. A intenção é debater e alertar para a importância de abandonar a precariedade e o improviso e, decididamente, implantar uma política de inspeção, conservação e manutenção permanentes e buscar consenso e soluções para enfrentar a questão essencial do descaso com a inspeção e conservação das estruturas existentes no país.

 

Em seu pronunciamento, o presidente Ari destacou que o aumento da vida útil das obras de artes de engenharia como pontes, viadutos e estradas é um assunto recorrente, principalmente em Santa Catarina, cujo cartão postal da capital e do estado é o exemplo mais claro desta realidade.

 

“São exemplos que demonstram a necessidade e urgência de implantarmos uma política de inspeção, conservação e manutenção permanentes neste tipo de obra em todo o país. Tenho a convicção de que os temas aqui abordados por meio das palestras e debates irão contribuir para transpor os desafios da área, elucidando alternativas e soluções para tais questões”, concluiu.

 

 

 

Saiba mais

 

Esse evento visa debater a segurança e aumento da vida útil das obras de artes especiais de engenharia como rodovias, pontes e viadutos. Como enfrentar a questão essencial do descaso com a inspeção e conservação das estruturas existentes no país? É preciso implantar uma política de inspeção, conservação e manutenção permanentes no país. Além de propiciar a proteção das pessoas e do meio ambiente, a medida permitirá a correta aplicação dos recursos públicos de forma programada e responsável, e não em ações corretivas emergenciais e sempre muito mais dispendiosas que a prevenção. Executá-la com base em planejamento e com excelência técnica é missão para a engenharia e seus profissionais, que devem ter protagonismo nessa empreitada. As pontes e viadutos são obras de engenharia de extrema importância no desenvolvimento econômico e social do País, e estão sujeitas a todo tipo de ação do meio ambiente, a desgastes naturais e a carregamentos acidentais durante sua vida útil e, portanto, é essencial serem objeto de gestão de atividades de inspeção e manutenção para promover a sua adequada conservação.