Presidente da Associação de Hospitais de SC visita o Conselho para tratar sobre fiscalizações no estado

image_pdf

 

O presidente, Altamiro Bittencourt, representando as entidades (Associação de Hospitais do Estado de Santa Catarina) e Federação das Santas Casas, Hospitais e Entidades Filantrópicas do Estado de Santa Catarina (FEHOSC), acompanhado do secretário executivo, Leonardo Fretta, esteve no Crea-SC, nesta quinta-feira, 18, para conversar a respeito do funcionamento das fiscalizações nos hospitais do Estado. Altamiro Bittencourt destacou os questionamentos dos diretores hospitalares de SC com relação às exigências do Conselho na fiscalização. Informou ainda que as entidades estão em busca de diálogo e parceria para um bom entendimento.

 

O chefe de gabinete do CREA-SC, Eng. Agr. Felipe Penter destacou o papel do Conselho. “O objetivo do CREA é orientar os hospitais, uma vez que o Conselho atua na fiscalização do exercício profissional, em busca da garantia de segurança dos trabalhadores e pacientes”, enaltece. O assessor informou que o órgão está de portas abertas para o diálogo e que a intenção é fiscalizar os trabalhadores contratados e não propriamente as entidades hospitalares, dar prazo para resolução do possível problema, e, se necessário, tomar medidas cabíveis.

 

A fiscalização coordenada nas unidades de saúde de Santa Catarina é uma demandada do Confea. No cronograma do Crea-SC, 200 unidades serão visitadas até novembro deste ano. A ação será realizada por 15 fiscais distribuídos nas regionais catarinenses. Durante a visita do fiscal é solicitado o preenchimento de um formulário pelo profissional engenheiro responsável pela unidade, contendo perguntas objetivas sobre sistema de ar condicionado, gerador, elevador, entre outros serviços que demandam manutenção. O preenchimento pode ser solicitado de forma presencial ou virtual, via e-mail.

 

Na oportunidade, o presidente da AHESC questionou o Conselho sobre a informação repassada pelos hospitais quanto ao possível pagamento de taxas. O CREA informou que não cobra taxa, somente a ART – Anotação de Responsabilidade Técnica do profissional.

 

Também participaram da reunião o gerente de fiscalização do CREA-SC, Eng. Amb. Ingo Eugênio Dal Pont Werncke, o assessor da presidência, Eng. Agr. Celso Lopes de Albuquerque Júnior, e o assessor de Relações Institucionais, Eng. Civil Flávio Schafer.