Nota de Falecimento: Prof. Luiz Carlos Pinheiro Machado

O Crea-SC comunica, com pesar, o falecimento do professor Eng.Agr. Luiz Carlos Pinheiro Machado, o Pinheirão, na noite de ontem, quinta-feira, 2 de julho, às 23h30, véspera do dia em que completaria 92 anos. Professor aposentado do Centro de Ciências Agrárias da UFSC, Pinheirão foi criador e também lecionou na primeira disciplina de Etologia na América Latina.
Em 2015 o engenheiro foi homenageado com a Medalha do Mérito do Sistema Confea/Crea e Mútua, e em 2013, com a Comenda do Legislativo Catarinense, entregue pela Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc).
O sepultamento do professor ocorreu na manhã desta sexta-feira, no hospital Santa Casa, em Porto Alegre. A família pretende realizar uma cerimônia de despedida virtual no domingo, 5 de julho, às 11h. A diretoria do Crea-SC externa em nome do Conselho seus sentimentos aos familiares e colegas.
Currículo e atuação – Doutor em Agronomia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Luiz Carlos era professor catedrático aposentado de Zootecnia Especial da mesma instituição, professor titular aposentado de Produção Animal da UFSC, professor titular da Universidade Católica Argentina, professor convidado da Universidade de Buenos Aires e professor participante do curso de Agroecossistemas da UFSC.
Em Santa Catarina, contribuiu para o desenvolvimento científico e a produção rural.
Em meados da década de 1950, participou ativamente do treinamento dos técnicos que ingressavam na Acaresc, hoje Epagri, quando ministrou  vários cursos de suinocultura, gado leiteiro e nutrição animal. Com a publicação do livro Os suínos, nos anos 1960, mudou a suinocultura de Santa Catarina e do país. Entre 1985 e 1986 foi presidente da Embrapa.
Foi também o principal divulgador do Pastoreio Racional Voisin (PRV), tecnologia de alta produtividade de bovinos em pasto, difundida atualmente  em todo o território catarinense, e garantindo melhor economicidade à agricultura familiar.
Foi assessor superior do Programa de Melhoramento da Ovinocultura da Patagônia Chilena e em projetos de desenvolvimento agrícola no Brasil, Argentina, Venezuela, Colômbia e Paraguai.
Ao todo, realizou 223 projetos de desenvolvimentos sustentável de produção animal, abrangendo mais de 100 mil hectares no Brasil, Chile, Argentina, Uruguai, Colômbia, Paraguai, Venezuela e Cuba. Foi ainda consultor internacional em agropecuária sustentável e participou da formação de profissionais para a produção agrícola limpa.
Segundo o professor Antônio Rosa, Pinheirão deixa um “legado de lutas contra as injustiças relacionadas às atividades agrícolas e às pessoas em geral”. “Sem dúvida será seguido por todos aqueles que têm nele, um referencial de dignidade”, lamentou.
Seu filho, Luiz Carlos Pinheiro Machado Filho, conhecido como Pinheirinho, também é professor da UFSC, no CCA, e atua na mesma área de pesquisa do pai, coordenando o Laboratório de Etologia Aplicada e Bem-Estar Animal (Leta).
Fonte: Portal UFSC.