Lançamento da Soea Connect dá início ao evento mais inovador do Sistema Confea/Crea e Mútua

image_pdf

 

lançamento da Soeaa Connect

 

A tarde desta quinta-feira (15) foi marcada pelo lançamento oficial da Soea Connect, que promete ser o evento mais inovador do Sistema Confea/Crea e Mútua nos últimos anos.

 

A mesa de abertura – composta pelo vice-presidente do Confea, eng. civ. José Carlos Pimenta; presidente do Crea-GO, eng. civ. Lamartine Moreira Jr; presidente da Mútua, eng. civ Fernando Dacal Reis; o coordenador do Cden, em. mec. Marco Aurélio; o conselheiro federal eng. eletric. Daniel de Oliveira Sobrinho, representando o plenário do Confea – foi unânime em manifestar a satisfação pela presença do engenheiro agrônomo Alysson Paolinelli, ex-ministro da Agricultura e indicado ao Nobel da Paz 2021, que inclusive contou com apoio formal do Confea.

 

Presidente do Crea-GO, eng. civ. Lamartine Moreira Jr.

Na abertura da solenidade, o anfitrião e presidente do Crea-GO, eng. civ. Lamartine Moreira Jr., falou da honra em sediar a versão inédita da Soea, além de ser um grande desafio. “É uma enorme satisfação receber esse evento. Promoveremos discussões não só parar tratar dos rumos das profissões do Sistema, mas para também discutir os rumos do país”.

 

 

Vice-presidente do Confea, eng. civ. José Carlos Pimenta

Representando o presidente Joel Krüger, o vice-presidente do Confea, eng. civ. José Carlos Pimenta,  também ressaltou a honra de ter Paolinelli neste evento que marca uma nova era no Sistema Confea/Crea e ainda anunciou os números atuais da inovadora versão da Soea. “Já temos quase duas mil pessoas inscritas, além de 400 trabalhos no Contecc”, disse Pimenta, que também exaltou o trabalho da ConSoea para o sucesso do evento.

 

 

O presidente da Mútua, eng. civ. Fernando Dacal Reis, destacou a conectividade do evento. “Pela primeira vez, todos os estudantes e profissionais poderão participar – de maneira gratuita – dos debates mais relevantes para as profissões do Sistema”, disse Dacal, o qual anunciou que caberá à Mútua trazer o palestrante responsável pela palestra magna.

Para o coordenador do Colégio de Entidades Nacionais (Cden), eng. mec. Marco Aurélio Braga, o Sistema inaugura uma nova fase. “O Sistema está se sobrepujando, se reinventando diante do cenário de pandemia e a Soea Connect é a confirmação disso”, disse.

Já o conselheiro federal eng. eletric. Daniel de Oliveira Sobrinho, representando o plenário do Confea, falou do ineditismo do evento e a oportunidade de ofertar a todos a oportunidade de participar de uma Soea. “É uma oportunidade única para que todos participem de debates relevantes para as profissões e para o país”, enfatizou Sobrinho.

 

 

Alysson Paolinelli, ex-ministro da Agricultura, fez a palestra de abertura

 

A solenidade foi marcada pela presença do engenheiro agrônomo Alysson Paolinelli, ex-ministro da Agricultura e indicado ao Nobel da Paz 2021, que inclusive contou com o apoio formal do Confea.

 

Na abertura, o ex-ministro enalteceu a escolha do tema “A pandemia: aprendizados e desafios para a engenharia, a agronomia e as geociências”, aproveitou para contextualizar a agronomia no cenário mundial no decorrer das décadas e relembrou o período em que esteve à frente do Ministério da Agricultura, na década de 70, em que foram criadas a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e a Agência Goiana de Assistência Técnica, Extensão Rural e Pesquisa Agropecuária (Emater).

 

Alysson Paolinelli durante lançamento da Soea Connect

O agrônomo destacou a importância do cerrado e a maneira como foi importante ensinar o agricultor a trabalhar com o bioma, que se transformou na área mais produtiva e competitiva do mundo. “Em cinco anos, o cerrado já competia produzindo milho, feijão, algodão. Com a tropicalização da soja, em menos de cinco anos, ultrapassamos os produtores americanos”, relembrou. O agricultor brasileiro descobria as vantagens do clima temperado para a agricultura tropical. “Aqui temos produção durante 12 meses. Processos produtivos inovadores, com até três lavouras no decorrer de um ano, além da integração lavoura, pecuária e floresta. Assim, o Brasil se transformou em um dos maiores exportadores de alimentos”, destacou.

 

Paolinelli enfatizou a importância da agricultura tropical sustentável. “Somos capazes de nos sustentar e garantir a alimentação da população até 2050 com 40% da atual oferta (de alimentos)”, estimou.

 

Confira a palestra na íntegra:

 

 

Fernanda Pimentel
Equipe de Comunicação do Confea