Presidente da Fiesc apresenta programa Travessia ao CREA-SC

image_pdf

 

O presidente do CREA-SC, Eng. Civil e de Seg. do Trabalho Carlos Alberto Kita Xavier esteve nessa quarta-feira, 9.06, na sede da FIESC para conhecer o programa Travessia, lançado pela federação com o objetivo de estabelecer, implementar e avaliar continuamente um plano de desenvolvimento para o estado de Santa Catarina, que o torne referência em sustentabilidade econômica, ambiental, social e cultural, num cenário pós pandemia. O presidente da FIESC, Eng. Civil Mário Cezar de Aguiar recebeu o presidente Kita, que estava acompanhado do Chefe de Gabinete, Eng. Agr. Felipe Penter, do superintendente, Eng. Civil Luiz Henrique Pellegrini e dos assessores Eng. Civil Flávio Schafer, Jorn. Claudia de Oliveira,  Eng. Agr. Celso Lopes de Albuquerque Júnior e do Adm. Rhuan Bittencourt.

 

O presidente Mário Cezar destacou a importância das engenharias e da área tecnológica neste processo, e de como elas são fundamentais para o crescimento do estado, com ações aliadas ao Fórum Parlamentar Catarinense. Confirmou também apoio e participação da federação no programa Universidade Corporativa do CREA-SC, apresentado na ocasião.

 

Saiba mais

O objetivo do programa é promover uma travessia da crise, provocada pela pandemia, que está gerando consequências econômicas, de emprego, sociais e institucionais. Na primeira fase do projeto, a FIESC está interagindo com as diversas forças da sociedade para buscar sugestões e aperfeiçoar o planejamento e as possíveis ações que podem ser implementadas. O programa é orientado por uma Rosa dos Ventos, que prevê atuações de acordo com as necessidades e potências de cada região do estado.

 

Para elaborar o Travessia, a entidade fez uma ampla análise de estudos de consultorias internacionais que estão traçando cenários pós-coronavírus. Depois, comparou com países que tiveram uma situação dessa natureza no passado e criaram planos estruturantes, como o New Deal, dos Estados Unidos. A partir dessa análise, a Federação fez uma síntese daquilo que se adapta à realidade do Brasil e do estado e estruturou uma proposta que tem o objetivo central de posicionar Santa Catarina como referência em desenvolvimento e crescimento sustentável. Esse objetivo central é apoiado pelos quatro objetivos principais que são: a reindustrialização e o fortalecimento da indústria, a atração de capital, o desenvolvimento da infraestrutura e o pacto social e institucional.

Saiba mais sobre o programa e as linhas de atuação aqui.