Conselho promove fiscalização de impacto em Blumenau e região

O CREA-SC promove de 24 a 28.09 a 4ª Fiscalização de Impacto de 2018, nos municípios da Inspetoria de Blumenau. A ação conta com a participação de 20 agentes fiscais que vão percorrer a região, atuando com foco na construção civil, nas áreas urbanas e rurais.

As ações de impacto integram o planejamento e metas do departamento de fiscalização do Conselho com o objetivo de incrementar a atuação dos fiscais em todo o estado, auxiliando na cobertura das regiões com maior demanda, bem como em determinadas áreas de atuação profissional.

 

 

A fiscalização inicia com reunião na sede da inspetoria na segunde de manhã, onde serão explanados os roteiros. A última fiscalização de impacto aconteceu em Florianópolis, no início de setembro. Os resultados finais ainda estão sendo computados. Na ocasião, foi ressaltado o número de ARTs emitidas no mês de agosto, 38.753, um aumento de 9% em relação ao mesmo período em 2017.

Estão planejadas para este ano fiscalizações de impacto também na região de Chapecó e Xanxerê, de 22 a 26.10 e, em São Miguel do Oeste e São Lourenço do Oeste, de 26 a 30.11.

A equipe de fiscalização atua de forma orientativa e preventiva, esclarecendo sobre a correta interpretação da legislação. Sempre que necessário, são emitidos ofícios e notificações, solicitando a regularidade das atividades dentro dos respectivos prazos.

 

Anteriores – Duas ações de impacto foram realizadas este ano pelo CREA-SC. No mês de abril, no sul do estado, na região das inspetorias de Araranguá, Criciúma e Tubarão, onde foram fiscalizados 47 municípios nas diferentes áreas profissionais, totalizando cerca de 290 obras/serviços fiscalizados e o registro de 47,59% de

Em julho a fiscalização de impacto foi na região das inspetorias de Rio Negrinho e Canoinhas. Foram realizadas 161 visitas e notificadas 55 obras/serviços por falta de profissionais habilitados ou de Anotação de Responsabilidade Técnica, além de 820 ARTs conferidas junto aos cartórios daqueles municípios.

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer entrar na discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.