Campanha Nacional de Prevenção de Acidentes de Trabalho tem como tema Gestão dos Riscos Ocupacionais

 

Gestão de Riscos Ocupacionais é o tema da Canpat 2019 que se estende até novembro com ações em todo o país

 

 

A Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia lançou nesta quarta-feira (3) a Campanha Nacional de Prevenção de Acidentes de Trabalho (Canpat), que se estende até novembro. O objetivo é chamar atenção da sociedade para a importância da prevenção de acidentes e adoecimentos que vitimam os trabalhadores. A campanha deste ano tem como tema a Gestão dos Riscos Ocupacionais.

Em Santa Catarina, o lançamento foi realizado pela Superintendência Regional do Trabalho e Centro Estadual da Fundacentro, no auditório do Sinduscon. Representando o CREA-SC, estavam o presidente Eng. Agr. Ari Geraldo Neumann e o chefe de gabinete, Eng. Agr. e Seg. Trab. Nelton Baú.

 

 

Saiba mais

 

A Campanha Nacional de Prevenção de Acidentes do Trabalho (CANPAT) é um conjunto de ações que visam à promoção de uma cultura de segurança e saúde no trabalho, de cunho essencialmente prevencionista, cuja origem está ligada à Semana de Prevenção de Acidentes do Trabalho, instituída em 1953. Em 1971, foi criada a CANPAT, que se tornou de caráter permanente.

 

Dados

 

O Brasil possui índices consideráveis de acidentes de trabalho. Números oficiais apontam a ocorrência de mais de 549.000 acidentes de trabalho em 2017, com óbitos, mutilações, afastamentos e incapacitações permanentes e temporárias. Tais números seriam ainda maiores caso não tivéssemos problemas relacionados à insuficiência de registro e à subnotificação, assim como a não totalização de acidentes e doenças com servidores públicos, profissionais liberais, autônomos e outros.

 

A Convenção 155 da Organização Internacional do Trabalho (OIT), ratificada pelo Brasil em 18/05/1992 e publicada através do Decreto Legislativo nº 02/1994, prevê como obrigação dos signatários formular, pôr em prática e reexaminar periodicamente uma política nacional coerente em matéria de segurança e saúde dos trabalhadores, como o objetivo de prevenir os acidentes e os danos à saúde que forem consequência do trabalho, tenham com a atividade de trabalho ou se apresentarem durante o trabalho. A OIT divulgou, em 2017, que acidentes e doenças consomem 4% do PIB mundial. Tal índice implica, em nosso País, valores acima de R$ 200 bilhões de reais por ano.