III Congresso Catarinense de Direito Urbanístico debate cidades e mudanças climáticas

image_pdf

 

 

A OAB/SC realizou nesta terça-feira (4), em Florianópolis, o III Congresso Catarinense de Direito Urbanístico. O evento apresentou perspectivas e desafios para o desenvolvimento das cidades diante das constantes mudanças climáticas.

 

Litigância Climática, Licenciamento Urbanístico e Ambiental; Cidades Inclusivas e Mobilidade Urbana; Cidades inteligentes, mudanças climáticas e vulnerabilidades; Cidades Sustentáveis e Resilientes; e As Mudanças Climáticas e a Dinâmica das Cidades foram temas dos cinco painéis.

 

Entre as autoridades estavam: a tesoureira adjunta da OAB/SC, Caroline Rasmussen representando a presidente Cláudia Prudêncio; o vice-presidente do TCE, José Nei Ascari; a vice-presidente da CAASC, Herta de Souza; o diretor-geral da ESA/SC, Douglas Dal Monte; o presidente da Comissão de Direito Urbanístico da OAB/SC, Luis Felipe Braga Kronbauer; o presidente do CREA-SC, Eng. Kita Xavier e o secretário de estado do planejamento, Edgard Usuy.

 

“A Seccional segue cumprindo a missão de trazer contínua especialização para a advocacia catarinense. Este será mais um grande Congresso com assuntos pertinentes e de grande relevância para a advocacia”, afirmou Carol Rasmussen.

 

 

O presidente da Comissão de Direito Urbanístico, Luís Felipe Braga Kronbauer, ressalta que é necessário difundir as novas visões e perspectivas relacionadas às mudanças climáticas. “Nosso objetivo é difundir novas perspectivas sobre o tema. É interessante ter advogados, além de profissionais de outras áreas participando do evento. Sem dúvidas o conteúdo apresentado vai auxiliar no desenvolvimento sustentável das cidades catarinenses.”

 

 

O presidente do CREA-SC Eng. Kita Xavier destacou a importância do planejamento das cidades para a preservação do meio ambiente. “Queremos transformar não só nossas estruturas físicas, mas também a mentalidade das pessoas para que possamos investir em sustentabilidade e termos cidades melhores e com mais qualidade de vida.”

 

 

Também esteve presente a Eng. Ftal. Elizangela Bortoluzzi, coordenadora da Comissão de Meio Ambiente do CREA-SC.