Ação voluntária no RS para reconstrução de Canoas emite 97 laudos técnicos para 40 escolas e 11 unidades de saúde

image_pdf

 

 

Cerca de 20 profissionais do Crea-SC uniram-se à Ação Voluntária Integrada CreaSul, que aconteceu de 02 a 05 de julho, em Canoas (RS), uma das cidades mais atingidas pelas cheias no estado vizinho. O objetivo foi a vistoria em escolas e unidades de saúde, que sofreram danos durante a enchente histórica, levando o conhecimento das engenharias para a recuperação das instalações. Foram vistoriadas 40 escolas e 11 UBS, com a emissão de 97 laudos técnicos e 77 Art’s humanitárias. O trabalho foi realizado por 76 profissionais dos três estados do sul, de diversas modalidades, coordenados pelo eng. Marcelo Suarez Saldanha, que esta à frente do Programa Solidário Reconstruir-RS, criado no início de maio. Destes, 41 são engenheiros civis, 11 engenheiros eletricistas e 11 engenheiros mecânicos, além de profissionais das áreas naval, florestal, ambiental, química e geologia.

 

 

O programa tem o apoio do Confea e já conta com mais de 2,5 mil profissionais de todo o Brasil, que estiveram em quatro cidades, realizando cerca de 700 vistorias e 600 laudos técnicos, gerando uma economia para o Estado de mais de R$ 300 mil reais.

 

Para o secretário de educação do RS, Aristeu Ismailow, o mutirão capitaneado pela presidente do CREA local é fundamental para um retorno às aulas com mais segurança para a comunidade escolar. “Só tenho a agradecer aos Creas que de pronto se mobilizaram em atender ao pedido da administração pública e, indo além das escolas, atenderam a área da saúde”, destacou.

 

O presidente do Crea-SC, eng. Kita Xavier agradeceu a mobilização dos engenheiros catarinenses. “Tenho certeza da excelência da atuação de todos envolvidos neste projeto, até porque já tenho relatos muito positivos dos colegas que aí estão”, afirmou direto de Brasília, onde participa de reuniões no Confea.

 

 

A engª Nanci Walter, presidente do Crea-RS reforçou: “Aqui em Canoas nosso foco é trazer informações precisas dos danos às escolas, para poderem determinar em quanto tempo as crianças voltarão às salas de aula. Estes laudos serão importantes para traçar as ações a ser tomadas daqui adiante.”

 

O presidente do Crea-PR, eng. Clodomir Ascari esteve na cidade na tarde na quarta-feira e agradeceu a oportunidade em colaborar com a reconstrução do Rio Grande do Sul. “Esse é o momento de estarmos aqui, desempenhando nosso papel em defesa da sociedade, e de aprender, porque em nosso estado também temos cidades vulneráveis para estes eventos.”

 

 

 

Comitê de Crise Crea-SC– O coordenador do Comitê de Gestão de Crise do Conselho, eng. Jackson Jarszinski explica que a solicitação do auxílio veio por meio do CreaSul. “É com grande satisfação que fazemos esse trabalho. Nossa profissão nos leva a possibilidade de fazer o bem à tantas pessoas por meio de nosso conhecimento técnico”.

 

Um dos integrantes da comitiva do Crea-SC e membro do Comitê de Crise, eng. Rogério Bonini Ruiz comentou emocionado que as escolas foram muito atingidas. “É uma situação devastadora, um cenário de guerra. Só participando para saber. Esse primeiro passo foi dado e servirá de base para as cidades do entorno de Porto Alegre, onde tivemos o mesmo tipo de problema. Agora temos é olhar pra frente e colocar os equipamentos públicos novamente à disposição da sociedade. O sorriso das nossas crianças não tem preço”.

 

A engª Silvania Miranda do Amaral, também membro da comitiva do Crea-SC, finaliza: “Fui coordenadora de uma das equipes e estou feliz em dizer ajudamos na recuperação de escolas que atendem a 15.000 crianças e vistoriamos 11 unidades de saúde básica. Este trabalho também proporcionou uma valiosa troca de experiências entre os profissionais dos CREAs de SC, PR e RS. Destaco a rapidez das inspeções prediais, realizadas por especialistas dedicados. Assim, cumprimos um dos deveres do nosso Código de Ética: oferecer nosso saber para o bem da humanidade. Agradeço a todos os envolvidos pelo empenho e dedicação”.

 

 

Veja a repercussão na mídia local

 

https://globoplay.globo.com/v/12732466/

https://globoplay.globo.com/v/12727070/

https://globoplay.globo.com/v/12728040/

 

Saiba mais aqui.